quinta-feira, 23 de junho de 2016

Postado por Otoya M. 19:56 in , , ,

Fala Galera!
Eu vim continuar o nosso papo sobre o Fest Comix, dessa vez falando sobre o sábado, rolou fotos, autógrafos, palestra, e pré-estréia de filme! Então vamos lá: 



Os portais para o mundo chamado de Fest Comix
Bem, com compras devidamente feitas na sexta, o sábado foi dia de curtir encontrar os amigos e talz, e foi exatamente isso que eu fiz.
No Anima Sato a programação era: 


  • Turma do Ronaldinho
  • Tartarugas Ninja


  • Black Buttler - O Mordomo de Preto




  • Palestra com Nelson Sato 
  • Kotodama: A Maldição

Bem, tendo em mente a programação da Sato e o que eu iria assistir, passeei pelo evento o dia todo, passando lá perto pra ver comé que tava de vez em quando...
Não demorou muito e encontrei o Fabio (um conhecido que tá sempre nos eventos ligados a Tokusatsus) nós conversamos um pouquinho, perguntamos se viu algum conhecido em comum e talz, e falamos da principal expectativa no evento: Conversar com Nelson Sato.

Enquanto não chegava a hora de falar com o grande homem, eu ouvi a palestra da Panini/Planet Mangá, bem naquelas, não anunciou mangá de Kamen Rider então não foi o que eu queria :p 

Sai da palestra com a missão de pegar o autógrafo do Gustavo Duarte, ele desenhou Guardiões da Galaxia pra Marvel e Bizarro pra DC, além de ser conhecido aqui em terras tupiniquins pelo seu trabalho autoral. Tive que pegar uma filinha, mas valeu a pena, o cara foi super simpático e desenhou um Rocket na minha edição especial da CCXP de Guardiões da Galaxia (Uma daquelas que vem com uma "sobrecapa" em branco pra você pedir um autógrafo) 
Por sorte, enquanto estava na fila passou por mim outro mito do qual sou muito fan, Ivan Reis! Ele estava um pouco apressado, mas parou e autografou minha Aquaman #0 (Em Inglês) 


Bem, enquanto eu tava na fila, começou a palestra da JBC, então eu não vi ela toda, mas eles não fizeram nenhum anuncio, mas deram atualizações sobre próximos lançamentos... O destaque na palestra da JBC foi eu encontrar outro amigo, o Natan (#Psyyyyy) que perguntou se a editora tinha planos pra lançar outros mangás ligados a Tokusatsus (Eles que estão com o Mangá do Ultraman) e a resposta dada pelo fan assumido de Tokusatsus Marcelo Del Greco: "Essas coisas estão sempre no nosso radar", não é a resposta que queremos, mas não é desanimadora... E pra quem esta reclamando de falta de anúncios, bem, eles já anunciaram MUITA coisa, se lançarem um mangá por mês já tem mangá estreando pra até o final do ano :p 
  
Agora, estamos chegando ao destaque do dia, o momento de conhecer o CEO da Sato Company: Nelson Sato.
Uns 20 minutos antes do horário marcado ele já estava por lá, pedi pra tirar uma foto com ele e ele foi bem simpático, antes mesmo de começar o bate-papo "oficial" os fans fizeram uma rodinha e rolou uma conversa em Off com ele, o Fábio mostrou fitas VHS do Ultraman, rolou uns comentários sobre a onda de Live Actions inspirados em Mangás/Animes e conversas do tipo...
 
O começo da palestra foi falando sobre a história da Sato Company, como ele começou como locadora em 1981, e então passou a ser distribuidora em 1985, a conversa abordou a era Manchete, Akira no cinema,os últimos animes no SBT, e por fim a entrada no Streaming.

Sobre daqui pro futuro ele falou sobre a volta da Sato pros cinemas com conteúdo asiático em geral, citou rapidamente o Festival Bruce Lee, e o filme O Mordomo de Preto, e afirmou que pretende lançar nos cinemas desde filmes de ação chineses à dramas coreanos. 

Depois disso, a conversa entrou na polêmica da DUBLAGEM, o Sr. Sato disso que a ideia é trazer o máximo possível dublado pra agradar todos, mas foi sincero em dizer que dublar custa caro, usando números sobre a dublagem, falando sobre o problema da pirataria, o fato de mídias importantes (lê-se lucrativas) como a TV não estarem veiculando as produções e os serviços de Streaming não darem o mesmo retorno. NOTEM, como eu disse na postagem da sexta feira, Ghost Hound e Diabolik Lovers foram exibidos dublados, o longa Bayoneta também esta disponível dublado no Netflix, então sim, a Sato Company TRAZ conteúdo dublado, mas não vai trazer 100% do seu conteúdo dublado.
Das NOVIDADES da Sato Company, eles disseram que estão trabalhando na própria plataforma de Streaming nos moldes "Netflix" só que focado em produções asiáticas, e que provavelmente vão anunciar oficialmente em breve. 

Por fim, abriram espaço pras perguntas, e eu me impressionei por o foco das perguntas ter sido quase que 99% sobre Tokusatsus... Abrindo a roda de perguntas foi perguntado se a Sato Company estava preparando algo pro aniversário de 50 anos da série, o Sr. Sato disse que SIM, eles estão NEGOCIANDO com a Tsuburaya pra trazerem algo bem legal, mas ele disse que os japoneses demoram pra dar um feedback então não confirmou nada. 
Outra das grandes franquias citadas nas perguntas foi Kamen Rider, quando perguntado se a empresa traria algum Kamen Rider mais recente a resposta foi "O nosso planejamento é trazer o clássico [...] e trazer novidades também, Kamen Rider em especial eu estava negociando pra trazer, mas existe interesse de um estúdio americano também em Kamen Rider, então o estúdio japonês segurou os direitos pra definir primeiro". O Ucha (também da Sato Company) falou que infelizmente acontece de distribuidoras comprarem os direitos totais mas lançarem localmente e isso impossibilita outra distribuidora de trazer (Ele usou de exemplo o filme de Gatchaman [ou G-Force] que a Sato queria trazer, mas como diria o Felipe Franco "Não vai dar não")
Filme baseado em Gatchaman (G-Force: Defensores do Espaço)

Do meio Tokusatsu a surpresa foi o destaque dado a Garo, teve muita pergunta relacionada, e a série foi citada em perguntas sobre outros assuntos como por exemplo dublagem e mídias físicas, mas a pergunta que euzinho fiz foi se tem MAIS coisa vindo da franquia, e a resposta dele foi "vai depender de vocês" eles estão investindo em Garo, apostando na série, na palestra ele falou que Garo esta sendo dublado (Inclusive teve filme dublado no evento no dia seguinte), ele mostrou que está ciente do tamanho da franquia, citou o Anime e tudo. Pelo que foi dado a entender Garo não é uma escolha aleatória de série recente, PODE TER muito mais da franquia, e talvez isso norteie a escolha de futuros lançamentos.

Garo Gaiden: Tougen no Fue
(Também está entre as produções divulgadas pela Sato) 
Na minha pergunta também falei do "problema" de Storage do Streaming e da necessidade do fan de colecionar. Ele falou mais sobre o problema no Streaming e confirmou que realmente disponibilizam a produção por um tempo, e falou que a mídia física ESTÁ nos planos deles, porém tem outros problemas, como tiragem mínima, estoque, custo, etc... Ele disse que estão estudando lançar tiragens limitadas, pra recuperar o capital de giro rapidamente e agregar valor ao produto que o fan está comprando, novamente ele citou o mercado pirata como principal problema.

Depois da "primeira rodada" de perguntas, foi exibido o seguinte vídeo:

Na volta, foi falado que eles estão planejando eventos em Cinemas nos moldes "Festival de Animes", "Festival de Terror", etc. 
A primeira pergunta foi sobre o formato desses eventos, e foi respondido que ainda estão estudando como vai ser feito. 
Logo após foi perguntado sobre a data de estréia de Garo no Netflix, e o Sr. Sato tentou lembrar mas falou "Na Netflix... não tenho a data de cabeça, mas vai estrear na Netflix". Logo depois mais uma pergunta usando Garo, foi se a Sato tinha planos de lançar os filmes pra Compra Digital, e a resposta foi SIM, além do sistema de subscrição ao estilo Netflix eles vão trabalhar com a venda digital. Quando perguntaram se ele tinha como saber quais produções estão dando certo no Netflix ele disse que não, mesmo os agregadores do Netflix não recebem informações sobre a quantidade de acesso e coisas do tipo, e que no fim a única informação que eles dão é se vão ou não renovar.

No final foi perguntado como é o merchandising com o Netflix, e ele respondeu que no Netflix o foco é somente no conteúdo, mas que futuramente ele pretende criar um e-commerce a partir do seu serviço, pra vender tanto os lançamentos em mídia física como possíveis importações de colecionáveis, Action Figures, etc... Mas ele destacou "isso é um terceiro ou quarto passo, vamos focar primeiro somente no conteúdo, pra depois pensar em partir pra essas etapas".
Shimamura, conhecido por representar
a fabricante Bandai em eventos na América Latina
Minutos após a conversa com o Nelson Sato, foi exibido o filme de terror Gakkou no Kaidan Noroi no Kotodama (Kotodama: A Maldição). 

Não sou muito fan de terror, então não sei como opinar.
Bem, embora eu não seja um fan do gênero, ter o Takeda Kouhei no elenco me motivou a assistir, e bem, o filme não me decepcionou, achei bem legal. O filme é daqueles que você assiste mas não consegue escrever a sinopse, o roteiro é misterioso e cria expectativas, mas por outro lado é cheio de Plot Twists então acaba que no final do filme você está tão confuso quanto no começo. É um bom filme se quiser explodir a cabeça (Sim, eu curto não entender o filme), acho que qualquer coisa que eu falar sobre a trama pode ser um Spoiler, então vou dizer só o obvio, a história se passa numa escola, o filme está disponível na Netflix, então assistam pra saber mais.
Será que esse mito é herói, vilão, cagão ou um sedutor só de passagem?  

Este foi o sábado, segundo dia na Fest Comix, ocultei algumas partes menos importantes (Como eu ter ido comprar pipoca antes de começar Kotodama). Espero que tenham gostado, em breve falarei sobre o terceiro dia: Domingo.

0 comentários:

Postar um comentário

Destaque